04 | 08 | 2016

Paulo Cunha visita a A Super2000
Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal de Famalicão, visitou, esta segunda-feira, a empresa Super 2000, no âmbito do roteiro Famalicão Made IN.

A Super 2000 foi criada em 1993 pelas mãos de Joaquim Peliteiro, um famalicense que viajou para França em busca de melhores condições de vida, em 1986, mas acabou por regressar a Famalicão uns anos depois. Na sua mala trazia uma sociedade com o seu patrão francês, centrada no alargamento do negócio do vending de produtos alimentares até Portugal.

“Com o capital assegurado, regressou a Portugal para fundar a Super 2000, empresa que foi pioneira na atividade de venda automática de produtos alimentares em Portugal e que hoje detém uma das maiores cotas do mercado”, refere comunicado do Município de Famalicão.

“O percurso de Joaquim Peliteiro é um exemplo claro de como as circunstâncias da vida, mesmo as menos prometedoras à partida, devem ser aproveitadas. Neste caso, a experiência da emigração foi a alavanca para a criação de um projeto empresarial de grande sucesso e dimensão que orgulha Famalicão e o país”, afirmou Paulo Cunha.

Em comunicado, a autarquia de Famalicão descreve a Super 2000 como a “base de um grupo empresarial”, constituída por 4 empresas distintas, que se unem no processo automático de comercialização dos produtos alimentares.

“É um grupo financeiramente sólido, constante na sua política de recursos humanos e, dinâmico do ponto de vista comercial. Tanto assim é que, recentemente, atenta às novas tendências e nichos do mercado, surge a empresa Limagengibre baseada na comercialização personalizada dos produtos Super 2000, com recurso a assistentes de venda que vão de encontro aos locais de trabalho dos consumidores”, sublinha o mesmo comunicado.

As 4 empresas que constituem o Grupo Super 2000 contam com a presença de 160 colaboradores, 4 100 máquinas de vending e uma facturação de cerca de 20 milhões de euros.

As máquinas da empresa podem ser encontradas em escritórios, indústrias, hospitais, universidades e instituições públicas, totalizando cerca de 1000 clientes e servindo muitos milhares de pessoas.

O Minho
3 Fevereiro, 2016